.

Me Acompanhe!!

neobux

clixsense

sábado, 21 de setembro de 2013

Alguns Pontos de Bordados a Mão.

Este
ponto é muito próprio e de muito efeito para preencher desenhos de 
folhas e pétalas de flores. É feito como o Ponto Apanhado Rumeno, mas os
pontinhos que prendem o fio ao tecido são aqui feitos a intervalos 
regulares sobre os fios estendidos de maneira a formar um desenho sobre o
risco a ser preenchido. Os pontinhos devem ser puxados firmemente, 
deixando os fios estendidos levemente frouxos entre si.
Ponto Nozio
Puxe
a agulha no lugar onde será feito o ponto, mantenha a linha presa com o
polegar esquerdo e enrole a linha duas vezes na agulha com em A. Ainda 
mantendo a linha presa firmemente, gire a agulha para trás ao ponto de 
partida e introduza-a bem junto ao lugar de onde saiu à linha (veja a 
seta). Passe a agulha para o avesso do tecido e arremate no caso de um 
nozinho só, ou passe para o lugar onde será feito o ponto seguinte, como
em B.

PONTO ROCOCO
Faça
um Ponto Atrás do tamanho do Ponto Rococó desejado trazendo a ponta da 
agulha para o mesmo lugar de onde ela saiu antes, não puxe a agulha 
toda. Enrole a linha ao redor da ponta da agulha tantas vezes quantas 
forem necessárias para igualar o espaço do Ponto Atrás. Mantenha o 
polegar esquerdo sobre a linha enrolada e puxe a agulha; ainda mantendo o
polegar sobre a linha enrolada, vire a agulha para o mesmo lugar onde 
havia sido introduzida (veja a seta) e introduza-a no mesmo lugar (A). 
Puxe a linha até o Ponto Rococó ficar reto sobre o tecido. Use uma 
agulha de fundo pequeno para permitir sua passagem através da linha 
enrolada.

PONTO ROSETA
Puxe
a agulha na ponta direita da linha superior, passe a linha para o lado 
esquerdo do desenho e mantenha-a presa com o polegar esquerdo, introduza
a agulha na linha superior a uma pequena distância de onde saiu e 
puxe-a logo acima da linha inferior, passando a linha por baixo da ponta
da agulha (A), e então passe a agulha por baixo da linha superior (B) 
sem apanhar o tecido. Este ponto pode ser usado para florzinhas se 
trabalhado ao redor de um círculo, ou para barrinhas quando feito em 
linha reta.
PONTO MOSCA
Puxe
a agulha no alto à esquerda e prenda a linha com o polegar esquerdo; 
introduza a agulha à direita no mesmo nível a uma pequena distância de 
onde a linha saiu e faça um pontinho para baixo em direção ao centro com
a linha abaixo da agulha. Puxe a agulha e introduza-a novamente abaixo 
do ponto, no centro (A) e puxe-a em posição para o ponto seguinte. Este 
ponto pode ser feito individualmente ou em carreiras horizontais (A) ou 
verticais (B).
PONTO CADEIA
Puxe
a agulha no alto da linha e mantenha-a presa com o polegar esquerdo. 
Introduza a agulha no mesmo lugar de onde saiu à última vez e puxe-a a 
uma curta distância, mantendo o fio por baixo da ponta da agulha.
Puxe
a agulha no alto da linha e mantenha-a presa com o polegar esquerdo. 
Introduza a agulha no mesmo lugar de onde saiu à última vez e puxe-a a 
uma curta distância, mantendo o fio por baixo da ponta da agulha.
PONTO MARGARIDA
Faça
este ponto com o Ponto de Cadeia (A), mas prenda cada laçada com um 
pontinho (B). Este ponto pode ser feito individualmente ou em grupos 
para formar pétalas de flores.








PONTO ARESTA
Fig.
A - Puxe a agulha no centro superior do desenho, mantenha o fio para 
baixo com o polegar esquerdo, introduza a agulha um pouco à direita no 
mesmo nível e faça um pontinho para baixo até o centro, conservando a 
linha por baixo da ponta da agulha. A seguir, introduza a agulha um 
pouco à esquerda no mesmo nível e faça um ponto para o centro, 
conservando a linha por baixo da ponta da agulha. Faça estes dois 
movimentos alternadamente. Fig. B - Mostra o Ponto de Aresta Duplo, no 
qual dois pontos são feitos para a direita e para a esquerda 
alternadamente.







PONTO PÉ DE GALINHA
Este
ponto consiste de três Pontos Retos de tamanho igual, partindo do mesmo
lugar central - A. Puxe a agulha em A e faça um ponto Reto até B. Puxe a
agulha novamente em A e faça outro Ponto Reto até C. Repita novamente 
em D e puxe a agulha em E para começar os seguintes três pontos. O ponto
Central segue a linha do desenho. O ponto pode também ser trabalhado em
tecido para bordado sobre fios contáveis.








PONTO MATIZ
Este
ponto que tem forma do Ponto Cheio é freqüentemente usado para encher 
um desenho considerado muito grande ou muito irregular para ser coberto 
com Ponto Cheio. É também usado para dar o efeito sombreado. Na primeira
carreira, os pontos são alternadamente longos e curtos e bem unidos 
para seguir o contorno do desenho. Os pontos das carreiras seguinte são 
feitos de maneira a dar ao trabalho uma superfície uniforme e macia. O 
diagrama mostra como o efeito da matiz e sombra pode ser conseguido.








PONTO CHEIO
Borde
como se fossem Pontos Retos feitos bem unidos de lado a lado de um 
desenho, conforme mostrado no diagrama. Se preferir faça primeiro um 
enchimento de Ponto de Alinhava ou de Ponto Cadeia por baixo. Isto dá um
efeito de relevo.
É necessário que a beirada fique perfeita. Não faça os pontos muito longos, para que não sejam puxados para fora de lugar.








CORDONÊ
Puxe
os fios soltos em A e prenda-os com o polegar esquerdo, e então, puxe a
agulha com a linha em A e faça pequenos Pontos Cheios bem unidos sobre 
fios soltos, seguindo a linha do desenho. Para arrematar, passe os fios 
soltos para o avesso do tecido. Este ponto parece um cordão fino e é 
muito útil para bordar hastes e contornos delicados.








PONTO PEQUINÊS
Faça
o Ponto Atrás normal e então entrelace-o com linha da mesma cor ou 
diferente. O ponto é mostrado aberto no diagrama, mas as laçadas devem 
ser puxadas levemente ao serem feitas.








PONTO HASTE

Trabalhe
da esquerda para a direita fazendo pontos levemente inclinados, 
regulares, ao longo da linha do desenho. O fio sai sempre à esquerda do 
ponto anterior. Esse ponto é usado para hastes de flores, contornos etc.
Pode também ser usado como uma cobertura; carreiras de Ponto de Haste 
feitas bem juntas dentro de um desenho até cobri-lo completamente.
Espero que gostem!!
Eu desejo para todas vocês um excelente final de semana!!
Até a próxima
bjs
Cléo











terça-feira, 10 de setembro de 2013

Como Fazer Painel Vintage Para Fotos.

Faça um mural lindo para decorar seu quarto e ainda reunir lembranças dos amigos e imagens de inspiração.
Sabe todas aquelas lembranças legais de amigos, festas e viagens, ou aquelas imagens fantásticas de inspiração? Que tal colocá-las todas em lugar só e ainda dar um “toque super legal” na decoração do quarto? Fazer um painel de cortiça com a sua cara é bem fácil, dá uma olhada:
O que você vai precisar:
1. Um painel de cortiça (encontrado em papelarias);
2. Um pedaço de tecido de algodão estampado do mesmo tamanho do painel;
3. Cola branca;
4. Tinta branca fosca para artesanato;
5. Lixa fina 320 (que você encontra em lojas de materiais para construção);
6. Uma espátula ou uma faca sem ponta;
7. Um pincel largo.

Passo-a-passo: 

1. Pinte a moldura

Com a tinta branca, pinte toda a moldura do painel. Deixe secar e passe uma segunda camada. Espere secar bem. (Uma dica é utilizar o secador de cabelos para agilizar a secagem)
2. Lixe
Quando a tinta estiver bem seca, lixe as bordas do painel para desgastar um pouco a pintura. Isso vai dar ao seu painel um ar antiguinho, vintage.
3. Pinte a cortiça
Para ter um acabamento melhor, passe uma camada de tinta branca também em toda a cortiça do painel. Assim a cor do tecido que você escolheu vai ficar muito mais bonita.
4. Passe cola
Depois da tinta seca, é hora de aplicar a cola. Despeje bastante cola e espalhe com um pincel por todo o painel. É importante usar bastante cola mesmo, para que não seque antes de você terminar de espalhar e para que ela “vaze” através do tecido que você vai colocar, por que isso cria uma camada impermeabilizante quando secar.
5. Aplique o tecido
Agora é só colocar o tecido em cima da área com cola, tomando cuidado para que ele fique bem esticado, sem rugas ou bolhas.
6. Esconda as bordas do tecido
Com a espátula (ou faca sem ponta) empurre as bordas do tecido que sobraram além da área com cola para baixo da moldura.

Pronto! Agora é só esperar a cola secar totalmente e colocar fotos, recados, bottons e imagens de inspiração usando tachinha.
Bjs e até logo!!

Chaveiro de Bonequinha.

Espero q gostem da ideia !!!
Um grande abraço a todas!!

Como Fazer Flor de Lã Pom Pom.


Flores de lã com cabo de arame
Vejamos como fazer estas lindas flores de lã, que ficarão super lindas como enfeites, ou também para dar de presente a alguém. Estas delicadas flores pom pom são muito fáceis de fazer, e certamente você irá gostar.
Materiais:
Lã grossa
Tesoura
Cola quente
Arame
Pinça para cortar o arame
Passo-a-passo:

Comece enrolando várias voltas de lã ao redor dos seus dedos; quando tiver as voltas que achar suficientes, retire a lã com muito cuidado de entre seus dedos e passe um pedacinho de lã pelo meio. Amarre ambos estremos da lã e com muito cuidado corte as voltas da lã pela metade.

Assim você terá seu pom pom. Com a tesoura apare-o para que fique bem redondo. Por último, cole o pom pom a um arame, que fará a de talo. Depois você pode enfeitar o que quiser com sua flor.
DICA: Fica lindo com aqueles galhos secos, sabe quando você ganha um arranjo e vem aqueles enfeites junto? Você encontra em qualquer floricultura também e se não me engano em lojas de artesanato tem.
Bom dia a todas!! bjs